Se você está no processo de montar ou comprar uma nova bicicleta, já deve ter se deparado com diversos tipos de peças. Sendo muitas na mesma faixa de preço, pode ser um pouco difícil entender a hierarquia dessas peças. Porém, a verdade é que muitas delas possuem qualidades parecidas, mas são indicadas para modalidades diferentes.

Uma das peças das quais podemos encontrar diversos tipos é o freio. Podendo ser um v-brake, à disco hidráulico ou disco mecânico, o freio é uma das partes mais importantes das bicicletas. Por isso, é importante entender as diferenças entre os tipos de freio e os modelos apresentados pelas marcas.

Além disso, o freio é um dos itens mais importantes em uma bicicleta, sendo o que garante a sua segurança durante a pedalada.

Portanto, hoje vamos falar especificamente sobre o freio Shimano Altus MT200, um modelo de freio a disco hidráulico. Explicaremos a tecnologia do freio a disco hidráulico e outras especificações do modelo em questão.

Freio Hidráulico

Primeiramente, é interessante entender o que é um freio hidráulico, para que você tenha uma noção maior sobre o produto que está comprando. Se desejar entender mais a fundo sobre o tema, acesse o nosso artigo sobre freios aqui.

Manete de freio Shimano. Foto de Mathias Reding, Pexels.

Porém, para facilitar o entendimento sobre o freio Shimano MT200, falaremos um pouco sobre o funcionamento de um freio a disco hidráulico. Como o nome já sugere, o funcionamento desse tipo de freio se dá à base de um sistema hidráulico.

Esse sistema funciona com um fluido que corre pelas mangueiras do freio e ativam as pastilhas de frenagem. Isso faz com que o seu uso seja mais simples e eficaz, trazendo leveza ao usuário e funcionalidade ao equipamento. Isso faz com que seja um equipamento mais confiável do que outros tipos de freio, como v-brake.

Ciclista praticando mountain bike. Foto de Danny Bor, Pexels.

Além disso, o freio a disco possui uma grande vantagem sobre outros tipos de freio, que é o fato de não ser muito afetado pela chuva ou lama. Isso faz com que ele seja um dos freios mais queridos dos praticantes de mountain bike.

Confira também:

 

Indicações de uso

Assim como todas as peças de bike, existem aplicações específicas para cada tipo de freio. Isso é, cada um deles possui suas vantagens e desvantagens, que podem ser mais importantes em uma ou outra modalidade.

Atleta pedalando em trilha na montanha. Foto de formulário PxHere.

Por exemplo, um freio v-brake pode não ser uma boa opção para quem deseja praticar o mountain bike ou andar em trilhas. Porém, pode ser uma ótima escolha para quem anda em estradas ou ambientes urbanos. Além disso, o seu custo de manutenção é consideravelmente mais baixo, o que o torna uma ótima opção para bicicletas de baixo custo.

Já o freio a disco, como já foi dito anteriormente, é um dos mais usados e indicados para a prática de mountain bike. Isso se dá pois o freio hidráulico fornece um tempo de resposta mais rápido, e frenagens mais poderosas em relação a outros tipos, como o v-brake ou o ferradura, por exemplo.

Casal passeando de bicicleta pela praia. Foto de formulário PxHere.

O freio à disco hidráulico, porém, não se limita ao uso em trilhas e terrenos acidentados. Por ter maior resistência ao clima, não sendo afetado pela chuva, pela terra, ou lama, ele também pode ser uma ótima escolha para todos que podem investir no produto, sejam ciclistas de estrada, urbanos, ou que utilizam a bike para passeios.

Freio Hidráulico Shimano MT200

Agora que você já compreende melhor o que é o freio a disco hidráulico e como ele funciona, podemos entrar em mais detalhes sobre o modelo em questão: o Shimano Altus MT200. Explicaremos também sobre as tecnologias utilizadas pela Shimano no modelo em questão.

Esperamos, ao final desta sessão, te responder a pergunta se o freio Shimano MT200 é bom, e se vale a pena adicioná-lo às suas compras.

Leia também: Freio Shimano MT500 é Bom?

Custo benefício

Para começar, é interessante lembrar que a Shimano é uma das marcas mais conhecidas e de maior qualidade do mundo no ciclismo. Portanto, isso já nos indica que esse modelo está dentre um dos melhores do mercado nessa faixa de preço e qualidade.

Bicicletas sendo usadas para passeio. Foto de formulário PxHere.

O par de freios Shimano MT200 é um dos mais indicados quando o assunto é custo benefício. O modelo não é do topo da linha da marca, mas possui, ao mesmo tempo, uma boa funcionalidade e o seu material de fabricação é de qualidade. Por isso, é ideal para quem deseja dar um upgrade em sua bike, ou montar uma do zero, com peças que trarão conforto, desempenho e durabilidade.

Facilidade de utilização

O modelo também conta com a facilidade de ativação, trazendo maior conforto e segurança ao ciclista. Afinal, saber que o seu freio vai funcionar sem muito esforço, com certeza traz mais segurança e confiança para que você pratique o esporte sem medo e evitando acidentes.

Tecnologia de ajuste da manete do freio, Reach Adjust. Imagem retirada do site da Shimano.

Para isso, a manete do freio possui um tamanho de até três dedos, fazendo com que a sua ativação seja sutil e eficaz, sem exigir muito esforço do ciclista. Isso se deve à tecnologia Reach Adjust, que permite a personalização do posicionamento das manetes de freio. Assim, o ciclista pode ajustar a sua manete para a posição que lhe for mais confortável.

Manutenção simples

Apesar da já termos comentado sobre a manutenção do freio a disco ser mais complicada e custosa, existem grandes diferenças entre os modelos existentes. No modelo em questão, o Shimano Altus MT200, a marca decidiu inovar com uma tecnologia própria, facilitando a manutenção do equipamento.

Tecnologia One Way Bleeding ilustrada e comparada com sistemas comuns. Imagem retirada do site da Shimano.

Essa tecnologia é a One Way Bleeding, que garante menos desperdício durante as reposições de óleo de freio. Ela é pensada, principalmente, para impedir a entrada de bolhas de ar no sistema hidráulico de frenagens. Tudo isso é feito apenas com um novo design, que facilita toda a manutenção, evitando possíveis problemas.

Material utilizado e peso do equipamento

Os produtos Shimano são conhecidos por serem fabricados com ótimos materiais, que oferecem a leveza e a resistência necessárias para garantir o conforto e a segurança do ciclista. Isso, claro, não seria diferente nos sistemas de freio a disco da marca.

Com o seu manete feito em alumínio ionizado, está garantida a leveza e a resistência contra oxidação e qualquer tipo de corrosão. O seu caliper é feito em alumínio, com pinças leves e uma composição que auxilia no resfriamento da peça.

Suas pastilhas de freio, por sua vez, são orgânicas – isso é, feitas em resina. Isso garante um bom preço para a peça, mas requer mais atenção e trocas das mesmas. Porém, também garantem uma frenagem silenciosa, sendo considerado o tipo de pastilhas mais quieto do mercado – ideal para quem deseja suavidade durante sua prática.

Afinal, Freio Shimano Altus MT200 é bom?

Como foi mostrado acima, o modelo em questão pode trazer diversos benefícios ao ciclista e possui diversas praticidades. Podemos citar rapidamente: a leveza, a praticidade da manutenção, o silêncio e a segurança. Tudo isso com a garantia de uma boa construção, fornecida pela marca Shimano, uma das maiores do mundo no ciclismo.

Bike com sistema de frenagem Shimano. Foto de Jonathan Cooper, Pexels.

Portanto, se o seu objetivo for adquirir um produto de qualidade, ajustável ao seu uso, e que garantirá não só a sua segurança, mas a durabilidade da peça, os produtos Shimano podem ser ideais para você.

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a entender melhor sobre o produto e sanado suas dúvidas quanto à sua qualidade. Se procura por mais artigos do tipo, não deixe de visitar nosso site! Possuímos diversos artigos sobre o assunto.

Outros artigos relacionados: